Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/04/16 às 3h00 - Atualizado em 29/10/18 às 17h26

Vem saber alerta sobre as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti

Educadores em Saúde dão dicas de como combater o mosquito

Os servidores e colaboradores do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) participaram, na última quarta-feira (6), do programa Vem Saber. A capacitação foi realizada na sede da autarquia e abordou o tema “Controle e prevenção do Aedes aegypti”. A palestra foi ministrada pela equipe de Educadores em Saúde da Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival), da Secretaria de Saúde (SES/DF).

Durante o encontro foram levantados assuntos referentes à situação atual do Distrito Federal em relação aos casos de dengue, zika e chikungunya, além de como evita essas doenças. Foram distribuídas cartilhas que auxiliam no combate ao inseto, e exibidas amostras do mosquito, em várias fases de reprodução.

Uma das integrantes dessa equipe, a servidora Celi Luiza pede que a sociedade tome mais atenção. “Nós deixamos os mosquitos nascerem, criamos ambientes favoráveis para a proliferação. A sociedade não pode admitir que isso aconteça”, afirma.

Dengue

É uma doença infecciosa causada pelo mosquito Aedes aegypti, que também transmite zika e chikungunya. Existem quatro tipos diferentes de vírus da dengue: Dengue 1, Dengue 2, Dengue 3 e Dengue 4.Os sintomas são febre alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dores nas costas, em alguns casos surgem manchas vermelhas no corpo, além hemorragias discretas na boca, na urina ou no nariz. O indivíduo com suspeita de dengue precisa de repouso, e ingerir bastante líquido (água, sucos, soro caseiro ou água de coco). Medicamentos à base de ácido acetilsalicílico ou qualquer substância associada devem ser evitados, já que seu uso pode favorecer o aparecimento de manifestações hemorrágicas da doença.

Zika vírus 

É uma infecção causada pelo vírus ZIKV. Os sinais são parecidos com o vírus da dengue e começam a aparecer de 3 a 12 dias após a picada do inseto. Os sintomas são febre baixa (entre 37,8 e 38,5 graus), dores nas articulações e musculares, dor de cabeça, coceira, conjuntivite, diarréia, aftas e sensibilidade à luz.

Febre chikungunya 

É uma doença infecciosa, causada pelo vírus CHIKV, que pode ser transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus. Os sintomas são parecidos com o vírus da dengue, febre, dor nas articulações, dor nas costas e dor de cabeça, em algumas situações podem ocorrer coceira, fadiga, náuseas e vômitos.

Dicas

Para eliminar os criadouros e evitar a reprodução e proliferação do Aedes aegypti, não deixe água parada em qualquer parte da casa, faça furos nos pneus velhos, cubra com areia as vasilhas que ficam abaixo dos vasos de plantas. Caixas d´água devem ser limpas constantemente e mantidas sempre fechadas e bem vedadas. O mesmo vale para poços artesianos ou qualquer outro tipo de reservatório de água.

Recomenda-se trocar a água dos animais diariamente. Além disso, as piscinas devem ter tratamento de água com cloro (sempre na quantidade recomendada), as que não são utilizadas devem ser desativadas e permanecerem sempre secas.

Garrafas ou recipientes semelhantes como latas, copos e vasilhas devem ser armazenados em locais cobertos e sempre de cabeça para baixo. Outra orientação é não descartar lixo em terrenos baldios. Quando observar alguma situação que não possa ser resolvida, avise imediatamente um agente público de saúde para serem tomadas as medidas necessárias.


SLU - Governo do Distrito Federal

Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal

Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal SCS Quadra 08 Bloco “B50” 6º andar Edifício Venâncio 2000 - CEP: 70.333-900 Telefone: (61) 3213-0153