Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/08/15 às 18h17 - Atualizado em 29/10/18 às 17h26

Vem Saber aborda Melhorias de Processos

Capacitação conta com o apoio do Sebrae

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), realizou no último dia 12, a XIV edição do Vem Saber, com a temática “Melhorias de Processo”. Durante a capacitação, foram explicadas as melhores formas de se administrar e tomar decisões dentro de uma empresa. O administrador e mestre de engenharia e produção em sistema, Wilson Lopes de Lima, 65 anos, ministrou a palestra.

Wilson explicou que “processo” são as ações responsáveis para que a organização cresça. Em instituições jovens, o erro mais comum é o desconhecimento da metodologia para a realização de projetos que irão desenvolver esse processo. “Quando você faz algo que não está preparado dificilmente vai conseguir fazer bem”, explica o palestrante. Antes de executar qualquer ação dentro da empresa, recomenda-se saber como e quais sãos as formas de realizá-la.

O ambiente organizacional (ambiente de trabalho) é composto por três elementos: o processo organizacional (planejamento e disciplina); a estrutura organizacional e as participações das pessoas. Esses elementos foram representados por um triângulo equilátero (que tem todos os lados iguais), do qual os três lados representam cada parte do ambiente. A estrutura organizacional são os componentes necessários para a realização do processo. Está separada em cargos, funções e hierarquias que devem ser respeitadas. A participação das pessoas é necessária para que o projeto ande, pois são elas as responsáveis pela utilidade dos outros componentes. 

“A administração de processos deve ser um processo contínuo e acumulativo de repensar e redesenhar o negócio e de todas as suas partes ou atividades. Há três momentos ideais para isso”, comentou o palestrante. O primeiro está relacionado à vontade de melhoria constante dos negócios. “Você tem na sua cabeça a questão do aperfeiçoamento contínuo, então a qualquer momento você pode sentar, rever e tentar aprimorar”, disse Wilson. O segundo é quando há a percepção de que os funcionários da empresa estão desmotivados. “Nem sempre a motivação vem do salário”, comenta. Ele explica a existência de outros componentes motivacionais, como o prazer de trabalhar. “Essa satisfação pode tanto estar relacionada ao ambiente de trabalho, ou as pessoas que nele atuam, como também naquilo que você faz e como faz”, acrescentou. O terceiro elemento vem da questão do atendimento ao mercado. “No caso da instituição, deve ser levado em consideração se o mercado, ou a sociedade, estão satisfeitos. Se estamos atuando dentro das nossas possibilidades e atendendo as mínimas necessidades básicas da população” diz Wilson. 

Para facilitar o processo, há fases de desenvolvimento e implementação. Wilson diz que essas etapas são separadas em: comprometimento das pessoas envolvidas; a estruturação do ambiente; a análise do processo e seu andamento e, finalmente, seu desenvolvimento. O resultado disso é a implantação do projeto, que influenciará diretamente no comprometimento de trabalhos futuros. “Para implementar, precisamos colher dados dos processos atuais, identificar e priorizar os problemas, causas e soluções e, por último, desenvolver soluções”, acrescentou Wilson.

Outro ponto abordado durante a capacitação foi como elaborar objetivos. “Devem ser apresentados de forma clara para que sejam compreendidos pelos colaboradores. Além disso, as pessoas precisam ser motivadas a alcançá-los”, esclarece Wilson. É necessário ainda que cada envolvido saiba os objetivos do seu setor, do seu trabalho e do processo no qual esteja inserido.

SLU - Governo do Distrito Federal

Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal

Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal SCS Quadra 08 Bloco “B50” 6º andar Edifício Venâncio 2000 - CEP: 70.333-900 Telefone: (61) 3213-0153