Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/10/15 às 18h13 - Atualizado em 29/10/18 às 17h26

SLU recolhe 9 toneladas de resíduos em Taguatinga

Atividades na Praça do Relógio marcaram o lançamento oficial da campanha Brasília Limpa — Sua Atitude Faz a Diferença. Agefis retoma ação de multar pessoas que jogam lixo nas ruas

Nove toneladas e 80 quilos de resíduos foram recolhidos por 69 garis no centro de Taguatinga, na manhã desta quarta-feira (21). Os serviços de varrição estavam suspensos desde as 8 horas de terça-feira (20), a partir do viaduto da Avenida Samdu até o início da Estrada Parque Taguatinga (EPTG), para a ação do Serviço de Limpeza Urbana denominada SLU Fora do Ar: 24 h Sem Limpeza na Praça do Relógio.

A intervenção de um dia sem limpeza marca o lançamento da campanha Brasília Limpa — Sua Atitude Faz a Diferença, que visa chamar a atenção da sociedade para a importância da manutenção da limpeza urbana.

“O objetivo da ação é mostrar que a atitude de todos é importante para a limpeza da cidade. Mesmo varrendo diariamente essa praça, constantemente tem lixo no chão. Se a gente para de varrer é uma situação gravíssima de saúde pública, de entupimento de bueiros”, exemplificou a diretora-geral do SLU, Kátia Campos. “Se a população colabora mantendo a cidade limpa, vai ser muito melhor para todos”, destacou.

Generino Ghisolfi, 74 anos, trabalha há mais de 30 anos em um ponto de táxi no centro de Taguatinga. Para ele, falta ajuda por parte da população. “A praça fica muito suja, com muito lixo; as pessoas tinham que colaborar com o SLU também”, disse o taxista, enquanto ocorria a ação de limpeza.

Flash mob
A manhã de atividades no centro de Taguatinga também incluiu apresentação musical de hip hop e contação de histórias, com a temática dos resíduos sólidos, para alunos de uma escola particular da região. Além disso, dois flash mobs (aglomeração instantânea de pessoas para promover ação inusitada e previamente combinada) foram realizados, um na estação do metrô e outro na Praça do Relógio.

Em um deles, Claudio Bentes, 53 anos, passava pela estação quando apanhou do chão uma garrafa e colocou-a na lixeira. Alunos voluntários do curso de Saúde da Universidade de Brasília que participavam da performance o aplaudiram e, em meio a apitos, uma medalha foi entregue ao perito judicial pela atitude.

“Eu acho que não fiz nada demais, fiz o que todo mundo tinha que fazer, manter a cidade limpa”, disse Bentes, que mora em Águas Claras e tinha ido à Taguatinga para encomendar uma nova aliança para a esposa. “Uma lata de lixo e uma garrafa no chão; custa alguma coisa a pessoa pegar e botar dentro da lixeira? Não custa nada. Se todo mundo fizesse isso, né?”, comentou.

A Administração de Taguatinga apoiou a ações da autarquia. “Hoje, o lixo é um dos problemas mais fortes na manutenção de uma cidade. Infelizmente nós temos falta de cultura e de educação de algumas pessoas em relação ao lixo. Uma ação como essa é muito importante”, destacou o administrador da região, Ricardo Lustosa Jacobina.

Fiscalização
Também no centro de Taguatinga, a Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis) reforçou o cumprimento da Lei 972/1995 no que diz respeito ao descarte de lixo pessoal (que o cidadão leva consigo), como papel de balas, garrafas e copos, nas ruas. De acordo com a superintendente de fiscalização de limpeza urbana da Agefis, Adriana Moreira, a aplicação da lei no sentido de multar pessoas que jogam esse tipo de lixo nas ruas será mais rigorosa a partir de agora.

“Nós queremos conscientizar a população do Distrito Federal que não é possível mais utilizar essas áreas públicas para poder jogar resíduos”, explicou. Segundo ela, a atuação dos inspetores ocorrerá em todo o DF, nos principais centros urbanos, com o apoio da Polícia Militar.

Ao avistar a infração, o agente abordará a pessoa e explicará que a atitude praticada por ela é errada. O auto de infração será expedido e há possibilidade de recorrer; só depois é gerada a multa, no valor de R$ 46,43. “Caso o cidadão não venha a pagar, pode até ser incluído em dívida ativa”, reforçou.

Brasília Limpa
O SLU tem o apoio de mais de 20 instituições públicas e privadas na campanha Brasília Limpa — Sua Atitude Faz a Diferença. A ação conta com projetos e programas que contribuem para tornar a cidade sustentável. O propósito também é chamar a atenção da sociedade para a responsabilidade compartilhada na manutenção da limpeza. A campanha pretende promover atitudes positivas, como o uso das lixeiras públicas e de sacolinhas no interior dos automóveis, além do descarte adequado de entulhos e de materiais volumosos e a disposição correta de resíduos nos dias e horários de coleta.

SLU - Governo do Distrito Federal

Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal

Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal SCS Quadra 08 Bloco “B50” 6º andar Edifício Venâncio 2000 - CEP: 70.333-900 Telefone: (61) 3213-0153