Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/06/15 às 21h45 - Atualizado em 29/10/18 às 17h26

SLU recebe da Agefis mapeamento de focos de lixo no DF

80% do levantamento identificou 897 pontos sujos apresentados em 154 mapas

(Brasília, 26/6/2015)  O governo de Brasília quer transformar os pontos sujos da cidade em pontos de convivência comunitária. Um primeiro passo para isso foi dado nesta sexta-feira (26), com a entrega do mapeamento dos focos de lixo no Distrito Federal pela Agência de Fiscalização (Agefis) ao Serviço de Limpeza Urbana (SLU). A ação ocorreu durante reunião com órgãos do governo para discutir o projeto. O documento registra 897 áreas de bota-fora, apresentadas em 154 mapas. 

Durante a reunião, a diretora-geral do SLU, Kátia Campos, propôs a criação do grupo de trabalho, por meio de decreto assinado pelo governador, para unificar os esforços na transformação dos pontos sujos. Segundo a diretora, a ideia é começar nas regiões em que a comunidade está mobilizada e atuante e realizar ações concentradas. “Caberá ao SLU obter informações das áreas onde podem ser implantados os Pontos de Entrega Voluntária (PEV) e, com isso, atender uma demanda histórica de melhorar as condições de saúde e limpeza da população”, acrescentou.

Entre os projetos que estão dando certo é o Santa Maria Mais Florida, que incentiva a instalação de jardins nos pontos de descarte irregular de lixo e hortas nas áreas próximas às escolas. O administrador Regional, Nery do Brasil, falou que a iniciativa pretende promover a qualidade de vida dos moradores e proporcionar um ambiente sustentável. “Começamos no mês passado e a comunidade está ansiosa por mudanças. Nossa missão é identificar os pontos sujos, nos quais a comunidade está mobilizada e pede por mudanças e, em seguida, informar o ao SLU para que possamos implantar os pontos de convivência”, disse.

Segundo a superintendente de Fiscalização de Limpeza Urbana, Adriana Moreira, o levantamento dos focos de lixo começou em janeiro de 2015, com um trabalho de campo realizado por 246 inspetores fiscais da Agefis. “Esse mapeamento se deu pela necessidade de saber a quantidade de pontos sujos em cada cidade, pois esses dados não existiam”, disse. As áreas que se caracterizavam pelo descarte irregular de resíduos foram mapeadas pela Diretoria de Geoprocessamento (DIGEO), da Superintendência de Planejamento, Normas e Procedimentos da Agefis.

Adriana também informou que o trabalho vai continuar. “Hoje entregamos ao SLU 80% do mapeamento, os outros 20% restantes deverão ser concluídos até o próximo mês”. Segundo a superintendente o levantamento é fruto de um trabalho em equipe. “Quando a atual gestão começou a falar sobre lixo e entulho, todos sentiram na pele o que nós fiscais sofremos há 20 anos”, declarou.

Durante o encontro, a diretora-geral do SLU, Kátia Campos, enfatizou a importância do envolvimento do poder público e da comunidade para tornar os pontos sujos em espaços de convivência comunitária. “Uma das metas deste governo é transformar Brasília numa cidade sustentável. Liderada pela Vice-Govenadoria, essa ação possibilitará alcançarmos esse objetivo, por envolver o SLU com outros órgãos, além de contar com a participação prioritária das Administrações Regionais”, disse.

SLU - Governo do Distrito Federal

Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal

Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal SCS Quadra 08 Bloco “B50” 6º andar Edifício Venâncio 2000 - CEP: 70.333-900 Telefone: (61) 3213-0153