Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/04/18 às 17h19 - Atualizado em 11/04/18 às 15h27

Seminário sobre Coleta Seletiva trouxe exemplos de boas práticas no DF

COMPARTILHAR

Aproximadamente 100 pessoas, entre representantes de órgãos do Governo de Brasília, Administrações Regionais e sociedade civil reuniram-se na manhã desta quarta-feira (4) na Escola de Governo do Distrito Federal (Egov) para debater os desafios da coleta seletiva no DF em seminário realizado pela Secretaria de Meio Ambiente (SEMA-DF).

 

O evento teve como objetivo apresentar boas práticas já realizadas e começar a construir um projeto de coleta que fique de legado para a população.

 

“A Secretaria de Meio Ambiente vem para facilitar o papel de articulação junto aos órgãos para que possamos somar todas essas atividades e esforços, entregando ao conjunto de órgãos muito bem coordenados pelo governador Rodrigo Rollemberg para alcançarmos objetivos importantes”, explicou o secretário de Meio Ambiente, Igor Tokarski.

 

Ainda segundo o secretário, está é um tema de grande orgulho para o Governo de Brasília. “Fazer parte de uma equipe que conseguiu alcançar objetivos como o fechamento do lixão e transformar o tratamento, ainda em transição, do resíduo em nossa cidade é algo que nos orgulha, será um grande legado que vamos deixar para nossa cidade”.

 

O Seminário começou com a apresentação do Plano Distrital de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos PDGIRS e seguiu explicando o papel do Escritório de Projetos Especiais (EPE) no Programa de Desativação do Lixão (Aterro do Jóquei).

 

Na mesa de abertura também foram detalhadas as ações feitas no antes, durante de depois do fechamento do lixão pelo Serviço de Limpeza Urbana do DF (SLU). Além disso, foram apresentados os desafios da regulação das atividades relacionadas à gestão dos resíduos sólidos no DF e da fiscalização de resíduos sólidos urbanos.

 

O público também conheceu as ações do comitê intersetorial para a inclusão Social e Econômica dos catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis do DF garantindo melhoria da qualidade de vida desses cidadãos, bem como os desafios no cadastramento e auxilio aos catadores de materiais recicláveis e as oportunidades de negócios com a coleta seletiva, garantindo emprego e renda com o fomento aos negócios sustentáveis gerados pelos resíduos.

 

A primeira mesa de debate teve como tema os “Desafios para sensibilizar a população do Distrito Federal para a coleta seletiva”. A Assessora Técnica de Comunicação e mobilização do SLU, Luana Cristeli Sena, detalhou as contratações de cooperativas e logística operacional da Coleta Seletiva no DF e a Subsecretária de Educação Ambiental e Resíduos Sólidos da SEMA, Elisa Meirelles, apresentou o arranjo institucional da Política Distrital de Resíduos Sólidos e ações da Coleta Seletiva.

 

“Precisamos fazer a nosso dever de casa para influenciar aqueles que estão perto de nós. Precisamos de uma ação já dentro das nossas casas para fazer a coleta seletiva funcionar. Para isso temos o desafio de apresentar, até o final do ano, um projeto que possa se perpetuar independente de outras gestões”, explicou Elisa.

 

Como modelos de iniciativas de coleta seletiva a mesa trouxe o caso do Instituto Ecozinha no DF, apresentado pelo presidente Paulo Mello, e o Cidades Lixo Zero, que teve como palestrante o coordenador do Instituto Lixo Zero Brasília, Kadmo Côrtes.

 

A segunda mesa teve como tema a “Importância da coleta seletiva para a inclusão socioeconômica dos catadores de material reciclável do Distrito Federal”. Nela foram apresentados o projeto de coleta seletiva realizado no Banco Regional de Brasília (BRB), as iniciativas sustentáveis com a participação dos catadores na coleta do Vidro feita pela Green Ambiental, a Coleta Seletiva realizada pela Rede Centcoop e a coleta seletiva realizada pela Rede Alternativa.

 

FONTE: SEMA

SLU - Governo de Brasília

Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal SCS Quadra 08 Bloco “B50” 6º andar Edifício Venâncio 2000 - CEP: 70.333-900 Telefone: (61) 3213-0153