Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/12/19 às 9h12 - Atualizado em 11/12/19 às 14h42

Garis treinam para participar da 4ª Corrida do Gari neste domingo

Ascom SLU*

 

Dia sim, dia não, Anesia Souza do Carmo, de 61 anos, troca o uniforme de varredora pelo tênis e calça de malha para correr na expansão do Setor O, onde mora. O que a motiva é sua participação na 4ª Corrida do Gari, neste domingo (8), às 7h, em frente ao Pavilhão do Parque da Cidade. Com o tema “Todos pela Coleta Seletiva”, o evento é promovido pelo SLU, em parceria com a Sustentare Saneamento, e outras empresas do segmento.

 

“Será a primeira vez que vou participar e estou muito animada. Acho que tem muita gente que corre mais que eu, mas estou fazendo minha parte treinando quase todo dia para fazer bonito lá”, disse Anesia, gari da Sustentare Saneamento.

 

Há 16 anos trabalhando nesta área, Anesia diz que adora a profissão e aprova a iniciativa. “Foi um estímulo para mim porque passei a cuidar mais da minha saúde. E mais importante do que vencer será me divertir, poder conhecer pessoas novas e participar de algo diferente”, afirmou a varredora.

 

A Corrida do Gari acontece desde 2015 com o objetivo de valorizar a categoria que ainda enfrenta preconceitos. Nesta edição, os participantes serão divididos em dois grupos, com camisetas distintas, representando os recicláveis e os orgânicos/rejeitos. Todos largam misturados e, ao longo da corrida de 5 km, cada grupo se separa na chegada, simbolizando a correta separação dos resíduos.

 

Além de valorizar o gari, a corrida traz essa mensagem de conscientização em todas as suas edições.  Na primeira, uma das regras da corrida era não jogar os copinhos de água no chão durante o percurso, sob pena de desclassificação. Na segunda e terceira edição, em 2016 e 2017, respectivamente, o atleta poderia ser desclassificado até mesmo antes da corrida se fosse flagrado descartando lixo inadequadamente. A corrida não aconteceu em 2018.

 

De acordo com o gerente de contratos da Sustentare, Fernando Goes, a Corrida dos Garis é um importante estímulo ao esporte. “Nossa empresa preza por promover a saúde o bem-estar dos funcionários por meio de ações com esta e tantas outras que promovemos, como a Copa Gari, por exemplo. Através dessas iniciativas temos conseguido reduzir o número de faltas ao trabalho, especialmente as que ocorriam em função de bebida ou uso de drogas”, esclarece Goes.

 

Acostumado a jogar bola, o gari Maicon da Silva, de 19 anos, acredita ser um forte concorrente. “Sempre que posso jogo bola e acabo correndo muito, então sei que tenho boas chances de chegar entre os primeiros”, diz Silva. Sexta e sábado o treino está garantido na Avenida Central do Sol Nascente, onde mora. Para ele, a corrida além de ser um incentivo ao esporte, é uma maneira de valorizar a categoria e gerar entretenimento fora do trabalho.

 

Participarão 200 garis das três empresas que prestam o serviço ao SLU. As outras 400 vagas foram disponibilizadas para o público em geral, que aderiu com entusiasmo ao evento. Todos os corredores receberão uma medalha de participação, mas os prêmios em dinheiro e um par de tênis, patrocinados pelas empresas que prestam o serviço de limpeza no DF, serão dos garis, contemplando os três primeiros colocados tanto da coleta seletiva quanto dos orgânicos/rejeitos, nas modalidades masculino e feminino.

 

*Com informações da empresa Sustentare

SLU - Governo do Distrito Federal

Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal

Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal SCS Quadra 08 Bloco “B50” 6º andar Edifício Venâncio 2000 - CEP: 70.333-900 Telefone: (61) 3213-0153